Saltar para o conteúdo

A foto

2019/03/27
tags:

Breve história de uma censura

Mulheres himba com os seus filhos na cidade do Lubango, Angola

Esta imagem foi por mim colocada na semana passada num post no Facebook. Aliás, esta imagem, ou outras semelhantes, já ali tinham sido colocadas muitas vezes, em outras alturas, por mim ou por outras pessoas.

Por que a coloquei? Pelas mesmas razões que coloco imagens de quadros de pintores (mais ou menos famosos), acompanhadas de um comentário de circunstância, ou dos meus gatos, ou um comentário político, ou o que quer que seja, dentro de princípios mínimos de decência e respeito pelos outros que me foram ensinados e sempre me nortearam. A forma pode por vezes ser mais ou menos contundente ou agressiva, mas nunca ofensiva (excepto casos muito particulares de figuras públicas, para mim desconhecidas pessoalmente, mas cujo comportamento, declarações ou projectos assumidos fazem com que percam automaticamente essa prerrogativa – mas que, mesmo assim, procuro combater racionalmente).

Ou seja – santa ingenuidade! – porque é a minha timeline, e pensei que, respeitados os princípios enunciados atrás, podia lá pôr o que quisesse!.

Neste caso concreto, havia outras razões para colocar esta imagem

  • Porque acho a imagem muito bela. O que pode ser mais bonito que duas mães, e os respectivos filhos, descontraídas, com todos os seus elementos culturais (quase) intactos, a passear e fazer as compras de primeira necessidade na grande cidade que o Lubango é naquela zona (ali é mesmo tudo relativo)?
  • O Lubango/Sá da Bandeira, cidade onde nunca vivi, mas onde passei muitas vezes férias, pois lá vivia quase toda a minha família paterna: avós, tios e tias, primos e primas, e onde a presença de homens e mulheres mwílas, himba, mucubais, com os seus trajes tradicionais era habitual e não causava estranheza a ninguém.

Bom, mas voltando ao post da fotografia acima no Facebook.
Nem um minuto se tinha passado sobre a sua publicação, e aparece-me uma mensagem a dizer que ele tinha violado as “regras de decência da comunidade”, e se eu queria uma revisão da decisão. Disse que sim, claro, mas sem grandes esperanças.

E com razão. Não vale a pena alongar muito esta história que devia ser breve.
Hoje chegou a resposta do Facebook:

“Nudez” ou “actividade sexual”!!! Estamos conversados.
O resumo da actividade censória:

E a minha resposta:

Imagem destacada: “O sonho da razão produz monstros”, Goya

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: