Skip to content

Participação de imigrantes na campanha eleitoral e xenofobia

2011/05/23

Vale a pena ler o post de André Gonçalo Pereira sobre este assunto no Ponte Europa. Para vermos até que ponto a nossa comunicação social (uma parte cada vez maior dela) pode descer, aparentemente desconhecendo as responsabilidades que também lhe cabe na (in)formação, e não (apenas?) na propaganda.

Só não concordo com a proposta que AGP faz da criação de círculos eleitorais para imigrantes. Acho, claro, que se deve avançar para uma cada vez maior integração das populações imigrantes, inclusive através da concessão do direito de voto. Mas sou contra os círculos específicos para imigrantes, ou que haja uma quota de imigrantes no Parlamento, pela mesma razão que sou contra as quotas das mulheres, por exemplo.

Sei de mulheres parlamentares que querem que se saiba que estão lá pelo seu mérito e não pelo seu género (aqui e noutros países). O mesmo se passa com a afirmative action nos EUA: muitos negros que concluiram os seus cursos de medicina ou direito fazem questão de tornar claro que entraram na universidade porque tinham notas e valor para isso, e não porque havia uma quota à espera deles.

No entanto tenho consciência de que se trata de um assunto mais complicado, que já deu origem a muitas e inconclusivas discussões.

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: