Skip to content

A associação criminosa: bancos e agências de “rating” nos EUA

2011/04/15

Já foi amplamente referenciado (inclusive neste blog, O triunfo do oportunismo, do servilismo e da infâmia) o comportamento criminoso das agências de “rating” antes e durante a eclosão da crise de 2008, com a atribuição de elevadas notações a produtos tóxicos, e assim induzindo em erro milhões de consumidores americanos, que perderam as suas casas, poupanças e empregos. Era evidente que as agências de “rating” não o faziam sozinhas, e que havia que procurar quem beneficiava com o esquema.

O relatório do Senado americano, (ver em Agência Financeira) que agora irá ser entregue ao Departamento de Justiça, explica o conúbio entre as agências Standards and Poor’s e Moody’s (a Fitch ficou de fora, mas enfim) e as empresas que classificam, nomeadamente os bancos, e como, em certos casos as notações são dadas a pedido destes.

Tudo isto só foi possível devido à desregulamentação do mercado financeiro americano iniciada nos anos 80 com Ronald Reagan e prosseguida nos anos seguintes. E tudo isto foi reconhecido agora no país que todos apontam como o paraíso da economia liberal, reconhecendo-se a necessidade de atalhar caminho e voltar a reintroduzir fortes mecanismos regulatórios.

E a Europa? Por aqui, aquelas mesmas empresas predatórias continuam a passear impunemente a sua hipocrisia. Alguém as regula? Que eu saiba não. O Banco Central Europeu alguma vez lhes perguntou se já deram uma notação a pedido? E o Parlamento Europeu já reparou que elas andam por aí?

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: