Skip to content

Alcazar contra Tapioca (e o Oliveira da Figueira no meio)

2008/03/4

Andam quentes as fronteiras das terras que Simão Bolívar cavalgou e sonhou libertas. Entre oligarcas, generais populistas, populistas que não são generais, guerrilheiros comunistas da tendência narcotraficante-raptora, e povo faminto e miserável pelo meio.

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: