Skip to content

2004/09/27

Tudo o que se passou e continua a passar volta do homicdio de uma criana numa pequena aldeia algarvia, supostamente pela prpria me e por um tio, de uma repugnncia a toda a prova.

O crime em si mesmo dispensa palavras. Um homicdio sempre um acto miservel, mas o homicdio de uma criana, sobretudo (ao que parece) executado pela prpria me, entra na categoria do inominvel, infelizmente no do inimaginvel, porque outros casos (mais do que gostaramos de acreditar) de vilncia familiar sobre crianas aconteceram entre ns ainda recentemente.

A histria completa est longe de ser conhecida, pois ainda nem sequer o corpo da infeliz criana foi encontrado. Mas vo surgindo detalhes, sobre uma hipottica venda da criana a uma cidad estrangeira, sobre as condies de misria em que vivia (vive) aquela famlia, etc.

Outros aspectos reveladores da misria moral que envolve este caso so, o tratamento que as televises lhe tm dedicado, fazendo longos directos das diligncias da polcia que no acrescentam um grama de informao, interrogando todos os que encontram pela frente para saber o que pensam do caso, como acham que o crime foi cometido (at a uma criana que no teria 10 anos essa questo foi colocada!), e as excurses de turismo mrbido e voyeur de multides que se dirigem (algumas de bem longe) at pequena aldeia, para verem ao vivo e poderem depois contaqr que estiveram “l”, onde o crime foi cometido! Por uns momentos dispensam a reality TV para respirarem a prpria realidade e serem eles prprios gravados pela TV.

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: