Skip to content

Bush e Chvez

2004/08/17

O Presidente da Venezuela, Hugo Chvez, nunca me convenceu. A sua retrica populista apenas uma variante dessa especialidade to sul-americana que nos deu o peronismo, o getulismo e outros espcimes. At o passado golpista os aproxima, tal como a retrica dos pobres e excludos (os descamisados de Pron), sem qualquer projecto com ideias e contedo para desenvolver o pas (recorde-se, o 5 maior exportador de petrleo). Mesmo o facto dos populistas sul-americanos terem surgido como reaco a governos corruptos e servidores das oligarquias semi-feudais e industriais no serve de desculpa.

O facto que na Venezuela, a oposio, apesar das muitas e justificadas queixas ao estilo e s polticas de Chvez, no tem nem polticos nem projectos que se apresentem como alternativas revoluo bolivariana. A nica coisa que os une o dio a Chvez e o apoio americano (poltico e financeiro). Quanto a Chvez, beneficiou ainda por cima das recentes subidas do preo do barril de petrleo para aplicar as suas polticas assistencialistas, mas sem sustentao a mdio/longo prazo.

Antes do referendo que agora venceu, Chvez j havia sobrevivido a dois golpes de Estado organizados com a conivncia, nem sequer discreta, dos Estados Unidos, que no tm nada contra os governos populistas a no ser quando estes no so obedientes.

O referendo de domingo foi altamente controlado, pela organizao de Jimmi Carter, pela Organizao dos Estados Americanos, e por observadores da Unio Europeia, que o validaram.

A grande ironia vir agora Bush, que ascendeu presidncia dos Estados Unidos no processo eleitoral mais nebuloso e contestado da histria dos Estados Unidos, tendo perdido nas urnas por uma enorme diferena de votos e ganho por cansao dos adversrios e necessidade de cumprir prazos estritos por deciso so Supremo Tribunal de Justia, contestar a legitimidade dos resultados do referendo venezuelano. O grande lder e exportador de democracia pelos vistos s gosta das eleies quando as ganha. Mais pragmticos so os financeiros de Wall Street, que no escondiam o secreto desejo de uma vitria de Chvez em nome da estabilidade dos mercados.

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: